Quando o assunto é design gráfico, as cores são sinônimo de criatividade. No entanto, é preciso ter equilíbrio no uso dos tons para que o projeto seja harmonioso e caia nas graças do cliente. É comum vermos, muitos trabalhos que exageram no colorido ou até mesmo abusam dos tons de cinza e sépia, e acabam fugindo da mensagem que estas cores devem transmitir ao consumidor.

 

Por isso, vamos te dar algumas dicas de harmonização de cores que vão te auxiliar nos próximos projetos. Papel e caneta na mão para anotar!

Em primeiro lugar, vamos falar da paleta de cores.

Lá na infância, nós aprendemos que várias cores de tintas são formadas a partir da mistura de outras cores, por exemplo, tinta vermelha e branca quando misturadas, formam o rosa. Também tivemos como lição as cores primárias e, o fator determinante para os tons quentes e frios, através do percentual de amarelo ou azul – o que define a temperatura das cores.

Partindo deste princípio, é preciso entender um pouco melhor quais são as cores que combinam entre si. Através de uma análise da paleta e da família das tonalidades, é possível identificar a cartela de cores que mais se assemelha ao tom escolhido.

Apesar de ser complexa, a harmonização das cores reflete nos sentimentos que irá despertar no público final. Vamos ao velho exemplo do Mcdonald’s: as cores vermelho e amarelo, quando usadas em conjunto, estimulam o apetite e a ansiedade. É comprovado cientificamente, que as cores têm forte influência sobre as pessoas, elas animam, relaxam e provocam emoções: boas ou más.

Aliás, você já reparou que a maioria dos fast-foods fazem uso de tons quentes em sua decoração e propaganda? No universo do marketing e merchandising, as cores são essenciais e uma realidade sensorial, já que contribuem para a emotividade humana, além de promover o consumo. A tonalidade branca é utilizada, na maioria das vezes, como uma cor de fundo, já que transmite uma sensação de limpeza e tranquilidade, por exemplo.

Se bem escolhida, as cores criam uma experiência inesquecível, além de gerar uma fácil memorização de um logotipo, embalagem ou até mesmo outros projetos relacionados ao universo do design gráfico.

As cores frias – como os tons de azul e verde – possuem efeito calmante e relaxante, inclusive na diminuição do metabolismo. Os tons de preto, por exemplo, geram curiosidade e quando aliado aos tons de dourado, demonstram aspecto de sucesso.

Na hora de decisão da compra, as cores também são grandes influenciadoras. Quem nunca desistiu de entrar em uma loja ou uma propaganda, por achar que poderia ser cara, devido as tonalidades utilizadas na decoração do espaço? As cores são essenciais para transmitir corretamente a sua mensagem e atrair o público certo para o seu negócio.

cores

Teoria das Cores

Se você precisar combinar cores quentes e frias, como saber qual tom mais adequado? A harmonia complementar dentro do círculo cromático é a utilização de tons que, geralmente estão posicionados em lados opostos. Assim, laranja e azul podem ser uma ótima opção na proporção de cores.

O círculo cromático pode ser um grande aliado nas escolhas das cores e na melhor combinação harmônica, se você quer saber um pouco mais sobre o que é círculo cromático pode conferir nosso artigo sobre isso aqui.

 

Sites que podem facilitar o seu trabalho

Para facilitar o trabalho do designer, que além das cores, deve pensar na tipografia e na disposição dos elementos, vamos te apresentar algumas ferramentas que podem te ajudar na escolha de cores adequadas para a sua produção.

A análise das cores requer tempo, paciência e muita concentração, mas nem sempre dispomos destes três itens, não é? Mas é claro que a internet é um ótimo aliado, inclusive no quesito paleta de cores.

O Paletton é uma página gratuita que permite a criação da sua própria paleta de cores, também fazendo uso da técnica do círculo cromático. Além disso, a ferramenta possibilita diversas personalizações relacionadas a sombras, contraste, saturação, entre outros elementos.

Agora se você está sem tempo para criar a sua própria paleta, experimente utilizar a plataforma  Pictaculous. A análise automática indica a melhor combinação de cores para ser usada com uma determinada imagem, que deverá ser enviada, através da função de upload do site.

Outro site conhecido no universo do design e que pode te ajudar é o Adobe Kuler. O software possibilita a criação de sua própria paleta de cores, e ainda lhe dá sugestões através da análise baseada nas técnicas de cores análoga, monocromática e entre outras. Outra função é a possibilidade de realizar o upload da imagem e através de uma “leitura”, apontar as melhores tonalidades, sombras, além da composição de cores vivas.

Para inspirações, o site Colourlovers é uma plataforma, no qual pessoas do mundo inteiro compartilham as criações de suas próprias paleta de cores, assim como as tendências de harmonização relacionadas ao marketing.

cores

Psicologia das Cores

Vermelho: utilizada para criar um senso de urgência e alerta de perigo, além de estimular o apetite.
Amarelo: estimula a ansiedade e prende atenção para detalhes importantes, dentro de uma propaganda, por exemplo.
Azul: uma das cores mais utilizadas no mundo corporativo, já que cria uma sensação de segurança e estimula a confiança nos negócios.
Laranja: Além de chamar atenção, estimula o ânimo e contribui para compras impulsivas.
Verde: Traz tranquilidade e é associado a temas relacionados à natureza.
Roxo: Se o intuito é transmitir sabedoria, esta cor deve ser escolhida. Associado a realeza, é muito utilizado em frascos de cosméticos.
Cinza: quando usado sozinho, pode ser associado a sentimentos de tristeza e depressão.
Rosa: O tom representa valor, dignidade e calma. Por isso é muito utilizado em brinquedos infantis, já que transmite graça e ternura.